EUA enfrentam escassez de munição em meio a demanda sem precedentes

Os EUA estão enfrentando uma escassez de munição, já que as vendas recordes de armas geram uma demanda sem precedente por balas.

A busca frenética por munição ainda disponível está afetando até mesmo a aplicação da lei nos EUA, enquanto os fabricantes de munição dizem que estão produzindo o máximo que podem.

Mas, apesar disso, as prateleiras de munição estão vazias em quase todos os Estados Unidos, já que a agitação social e o aumento da criminalidade levaram milhões a comprar armas para proteção. Há relatos de que as munições 9mm “desapareceram” das prateleiras.

“Vários instrutores de armas de fogo cancelaram suas inscrições em nossos cursos porque sua agência estava com pouca munição ou eles não conseguiram encontrar munição para comprar”, disse Jason Wuestenberg, diretor executivo da National Law Enforcement Firearms Instructors Association, de acordo com reportagem do “Metro”.

No ano passado, por causa da pandemia de coronavírus e da agitação política antes da eleição presidencial, americanos foram vistos fazendo longas filas em lojas de armas.

A National Shooting Sports Foundation estima que mais de 50 milhões de pessoas pratiquem esportes de tiro nos EUA e estima que 20 milhões de armas foram vendidas no ano passado, com 8 milhões dessas vendas feitas por compradores de primeira viagem.