Temos visto diversas publicações e comentários a respeito do preço das armas de fogo, algumas pejorativas, outras de cunho totalmente desinformantes feitas pela “grande mídia”, e até mesmo os que atribuem o valor das armas ao monopólio Taurus/CBC.

Adianto, esta publicação NÃO É PARA PASSAR A MÃO NA CABEÇA DA TAURUS/CBC, é apenas uma constatação tributária, sobre como funciona a arrecadação de impostos quando a fábrica vende direto para a pessoa física, neste caso, ao CAC (Caçador, Atirador e/ou Colecionador) com certificado de registro no Exército Brasileiro.

Vamos lá, partimos do princípio, explicando duas coisas importantes:

1) O imposto no Brasil é calculado sobre o valor de venda;

2) O imposto é calculado sobre outros impostos anteriormente somados. Exatamente, imposto sobre imposto, pro governo não perder nada! Veja a foto abaixo, usando o Estado do Rio de Janeiro, dos nossos amigos da Espaço Tático, como exemplo:

ICMS de R$ 1.670,46;
PIS/CONFINS de R$ 231,77;
IPI de R$ 1.023,26;

Então temos, na arma usada como exemplo, a soma de R$ 2.925,49 só de impostos federais e estaduais.

Desta forma, sobra para a Taurus o valor aproximado de R$ 1.250,00, já somados os R$ 265,00 de frete, que também possui tributação própria.

Sendo assim, a arma tem como preço de venda na Taurus, aproximadamente R$ 985,00.

Nessa conta não estamos incluindo também os impostos indiretos que incidem sobre a empresa, como o IR, etc, pois consideramos que este valor está incluso no valor final da peça.

Caso tenha interesse em ver quanto de imposto você paga nessa mesma arma, a tabela abaixo indica o ICMS dos demais Estados:

Publicação feita em parceria com a Espaço Tático.